Fundação do Ilê Orixá Ogum Adioko e Oya Tofã

 

O Ilê Orixá Ogum Adiokô e Oya Tofã foi fundado no dia 30/09/2011, data em que os Orixás de Pai Ronie vieram para casa, é uma casa de axé regida pelos Orixás Ogum e Oya. O nome refere-se ao espaço sagrado para culto das divindades africanas, segundo a tradição oyo-jeje.

Segundo Santos (2008) "Cada ilé-òrìsà reúne um grupo de iniciados, de praticantes e fiéis que constituem os diversos segmentos diferenciados da população urbana do "terreiro". Cada grupo está vinculado a uma comum matéria de origem abstrata, simbolizada por seu òrìsà. Essa simbologia caracteriza cada grupo do "terreiro" pela utilização de cores determinadas, por certas proibições - principalmente de caráter alimentar - pela utilização de certos emblemas, de certas ervas, de certos dias para reuniões e o culto, por festivais anuais etc ."

Por ocasião da abertura do Ilê, Pai Ronie, após jogar búzios, foi orientado que a casa deveria ter como Orixás padrinhos Xangô e Oxum.

Desta maneira, a casa se coloca a disposição de todos os interessados para auxiliar em suas necessidades espirituais.

O nome Ile, em dialeto africano significa casa, e Orixá são as divindades africanas que servem de elo de ligação entre o homem e o sagrado, desta forma Ilê Orixá, é o local onde são cultuados os Orixás.

REFERÊNCIA

SANTOS, Juana Elbein dos. Os Nàgô e a morte: Pàde, Àsèsè e o culto Égun na Bahia; traduzido pela Universidade Federal da Bahia. 13 ed. Petrópolis, Vozes, 2008.

Ilê Orixá -2011 - Designer Pai Ronie Ogum Onire Adioko - Publicado em 21/03/2012 Última atualização 05/04/2012

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sem autorização por escrito - A apropriação indevida é crime.