O momento certo para fazer obrigação

 

por Pai Ronie de Ogum


Começar um processo de iniciação religiosa é um passo de grande importância e uma decisão que não pode ser feita pelo Babalorixá ou Yalorixá, cabe ao iniciando, a sua decisão, que deve ser respeitada e principalmente não influenciada por terceiros.


É um momento único, uma decisão que irá refletir em toda a sua vida, inclusive após a sua morte.
Ocorre que muitas vezes  por vaidade do Babalorixá, em mostrar que possui  muitos filhos de santo aos demais, para desta forma se auto-afirmar que a casa cresce no momento que aumentam os filhos, este influencia dia-a-dia para que se iniciem.


Com isso,  se iniciam muitas pessoas que em pouco tempo abandonam a religião, por frustração, arrependimento ou ainda falta de conhecimento ou descepção.


Este tipo de atitude serve apenas para desestimular as pessoas e colocar a religião como um comércio, como uma empresa, onde muitos entram e muitos saem.


Como dizem alguns Babalorixas “...não importa quem saia, a casa continua”, é claro que a casa deve continuar, a fé e o sagrado devem estar acima de qualquer pessoa, o Orixá está acima, mas as pessoas não são iguais, e colocado desta forma parece que a religião serve apenas para envaidecer alguns.


É necessário que antes de se realizar uma obrigação, se pense muito, se reflita muito, se converse com muitas pessoas, que estão na religião, e também que saíram. Conhecer mais de uma casa, e somente após fazer uma obrigação.

 

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sem autorização por escrito - A apropriação indevida é crime.

Ilê Orixá -2011 - Designer Pai Ronie Ogum Onire Adioko - Publicado em 12/12/2011 Revisão em 05/04/2012

  Tweet