Um momento de ajustes

 

Um pouco antes de iniciar o Toque em Homenagem aos 8 anos do Orixá Ogum Adioko, Pai Ronie de reuniu os filhos do axé para dar as últimas orientações da obrigação, que iria iniciar em poucas horas. Orientações de como receber os convidados, os amigos, de como servir, de que maneira iria ocorrer a obrigação.

Em um clima de total descontração e alegria para a família Ilê Orixá, os filhos esclarecerem as últimas dúvidas e criaram um alinhamento entre todos, necessário para poder acomodar e receber a todos com o mesmo cuidado, sem enaltecer um e esquecer de outro.

Se reunir sempre é uma forma também de aprender com os demais, pois em um grupo, sempre se aprende, e ninguém é de todo o dono do conhecimento. Reuniões nos fazem perceber o que pode e o que deve ser melhorado, e desta maneira cria um ambiente de respeito entre todos os que partilham do axé.

O conhecimento é partilhado por todos e as aprendizagens são construídas no coletivo, com a ajuda de cada um. Com isso uma obrigação nunca é mérito do pai ou mãe de santo, e sim a somativa das contribuições de cada filho, de cada amigo e de cada um que passou. O pai de santo apenas da o caminho e orienta, mas cada um é responsável pelo todo.

 

Tweetar

A magia da roda / Alguns filhos do axé / Alguns amigos que estiveram presentes/ Axé da balança /Alguns detalhes da decoração / Chamada aos Orixás / Decoração Peji / Fachada / Filhos de obrigação / Homenagem ao Orixá Xangô / Momento de ajustes / Saudação Bará Lodê /Ogum Adioko comemora 8 anos

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sem autorização por escrito - A apropriação indevida é crime.

* Texto escrito por Pai Ronie de Ogum , não autorizada a publicação em outros meios. Publicado em 17/11/2013 Revisão em 22/11/2013

 Lei de Direito Autoral nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. 

Ilê Orixá -2011 - Designer Pai Ronie Ogum Onire