A força do terreiro para saudar Bará Exu

Àse Esù yóòbá o gbé làyè”

“O axé de Exu vai acompanhar você por toda a vida”

 

Antes de iniciar o Toque em Homenagem ao Orixá Ogum Adioko, o axé Ilê Orixá se reuniu com os filhos do axé e alguns amigos para saudar Bará Exu. Um momento de grande religiosidade e fé onde os presentes podem pedir a agradecer a este Orixá que nos possibilita que tudo aconteça. A saudação ao Orixá Bará sempre é reallizada no encontro da rua Vidal Brasil com a travessa Ilhéus, reunindo dezenas de pessoas. É um momento de grande força e axé, pois mostra a força do axé na rua.

Além disso ao reverenciar Bará na rua mostramos a comunidade local a quebra de fronteiras entre o terreiro e a comunidade, pois possibilitamos que todos os que estão presentes sejam recebidos, nossos portões ficam abertos para receber a todos e mostamos que não exise nada de macabro ou de diabólico dentro de nossa religião.

Bará exú é o início da vida, é o movimento que nos orienta e também é o fim.

"Ele é o princípio que representa e transporta o axé (força vital), que assegura a existência dinâmica, permitindo o acontecer e o devir. Ele traduz aos homens as palavras dos Orixás e simboliza a descendência, a intercomunicação, a participação. É ainda o símbolo da sexualidade e da fertilidade. Ele está ligado ao destino dos homens e mulheres e de tudo o que é vivo e tem vida. Na teologia tomista existe o conceito de “eidade”: tudo tem a sua razão ôntica, de ser. Todas as coisas têm, em potência, tudo aquilo que necessitam para serem o que realmente são. Este é o princípio de Exu: possibilitar que as coisas venham a tornar plena a sua vida interior: a sua “arvoreidade”, a sua “pedraeidade”, a sua “aguaeidade”, a sua “fogoeidade, o seu “amoreidade" (Stella, 1994)

Desta forma para que nossa vida mude devemos pedir e agradecer a Exú, pois ele é o principal pilar para que isso aconteça, é o determinante, é quem vai fazer acontecer, permitir que os demais Orixás recebam suas oferendas nossos pedidos e nossos agradecimentos. Agradar um Orixá sem primeiro agradar a Bará Exú é simplesmente perda de tempo. Exú é o regulador de tudo o que acontece.

REFERÊNCIA

SETELLA, Mãe. EXU: Ruah, pneuma, espírito santo. 1994.

 
A força do terreiro para saudar Bará Exú / A balança para Xangô / Chamada aos Orixás / Filhos de obrigação /Decoração do quarto de santo / Ogum Adioko de Pai Ronie comemora 9 anos / Muitos Amigos em toque para Ogum Adioko /Dançando para os Orixás / Detalhes da decoração externa /
Tweetar