AXÉ DA BALANÇA

O axé da balança é onde na Nação dos Orixás cultuada no Rio Grande do Sul, o Orixá Xangô julga e observa nossa obrigação. De acordo com a forma como ocorreu a obrigação ocorrerá a manifestação dos orixás, que chegam mais "leves" ou mais "agitados", é um ritual onde participam somente pessoas iniciadas que possuam obrigação de quatro pé, e sempre realizada quando esta obrigação ocorre no terreiro.
Durante a balança ocorre uma dança com todos de mãos dadas, com os corpos indo para frente e para traz, formando um círculo fechado, de muita energia e força. Do lado de fora da balança ficam os demais que não participam, que ficam cuidando os que participam. De acordo com a tradição, os iniciados que recebem orixá não sabem que ficam com orixá manifestado em seu corpo, em um mistura de segredos e mistérios.
Alguns se referem a balança como kasun, que significa em yoruba ir para frente. Com movimentos de dançar para a frente e para traz se invoca os orixás do orun para o aye, e neste momento temos orixás e humanos de mãos dadas, ligando os dois mundos. Com a mudança do som do tambor é hora de soltar as mãos, então os orixás que se manifestaram dançam o alujá para Xangô e em seguida para Oya e os humanos, que não se manifestaram  assistem, até o retorno da roda.



Tweetar

Comunidade Ilê orixá realiza saudação ao Orixá Bará / A decoração do quarto de santo / Pai Ronie faz entrega de axés de Obé /

Fé devoção e respeito na chamada aos Orixás / Dezenas de amigos prestigiaram os 10 anos de Ogum Adioko

Apresentação dos filhos de obrigação / Espaço externo decorado / Axé do mercado / Uma fortaleza chamada Ilê Orixá / Axé da balança

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sem autorização por escrito - Ilê Orixá -2011 - 2016 - Designer Ronie Ogum Onire

Publicado em 05/01/2016

 Lei de Direito Autoral nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.