O RITUAL DA MESA DE IBEJI

A júbà Ìbejì orò, Sàngó dibeji, Òsun dibeji, Oujá níbeji, gbogbo owó fun wa òòsà ibeji, ìbejì orò!

 (Respeitamos aos espíritos gêmeos, Xangô convertido em gêmeo, Oxum convertida em gêmea, Oiá tendo gêmeos, espíritos gêmeos!)

 

Ainda no início da tarde do dia 17 de dezembro, Pai Alexandre extendeu a toalha branca sobre o salão para iniciar a montagem da mesa de Ibeji, que iria ocorrer no início da noite. Esta mesa foi realizada devido ao assentamento dos orixás Bará Lodê, Ogum Avagã, Xangô de Ibeji e Oxum Ibeji de Pai Alexandre. De acordo com a nossa tradição religiosa, quando se faz assentamento de orixás são realizados três festas, a festa das cabeças, a mesa e a festa de terminação.

A mesa tem por finalidade traz properidade e fartura para a obrigação, além de ser também um axé de saúde a todos os que estão presentes. A mesa inicia com canja para todas as crianças, logo após são servidos os doces e demais guloseimas disponíveis.

Pai Alexandre agradece ao alabê José de Bará Lodê, que tocou durante a obrigação, e a Mãe Fernanda de Xangô Aganju Fumilayo que realizou o assentamento dos orixás Ibeji para ele, desejando muito axé de união, sucesso, alegrias e saúde a todos.

Tweetar

Decoração do Peji / Fé no chamado aos orixás / O ritual da mesa de Ibeji

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sem autorização por escrito - Ilê Orixá -2011 - Designer Ronie Ogum Onire

Publicado em 14/02/16

 Lei de Direito Autoral nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. 

Ilê Orixá -2011 - Designer Pai Ronie Ogum Onire