OBRIGAÇÃO DO PEIXE

No Rio Grande do Sul sempre após os orixás receberem quatro pé, diretamente sobre eles, é realizada a obrigação do peixe, que consiste em sacralizar peixes para todos os orixás que foi realizado o corte.

No ano de 2015, duas foram as ocasiões em que esta obrigação se fez necessário duarnte o corte para os orixás de Pai Ronie e filhos e durante o assentamento dos orixás Bará Lodê, Ogum Avagã, Xangô Ibeji e Oxum Ibeji de Pai Alexandre.

A obrigação do peixe para Pai Ronie e filhos deveria ter ocorrido no dia 22/10/2016, mas devido a enchentes que ocorreram na orla do Guaíba e arredores não foi possível ser realizada nesta data, tendo sido realizada na mesma data do corte do Peixe de Pai Alexandre, já que as duas obrigações foram muito próximas.

Cortar peixe aos orixás é um axé de prosperidade, de fartura e de conquistas, existem algumas variações de acordo com a feitura na forma de fazer este axé, mas todas elas possuem a mesma essência.

O corte do peixe ocorreu no dia 18/12/2015, momento em que Pai Ronie cortou o peixe para seus orixás e filhos e Pai Alexandre realizou o corte do peixe aos seus orixás que foram assentados, conforme orientação de ifá.

Em especial Pai Alexandre agradece a sua madrinha, Mãe Fernanda de Xangô, que além de estar presente auxiliou na obrigação.

Pai Ronie de Ogum e Pai Alexandre de Oya agradecem também a todos os filhos que estiveram presentes na obrigação e desejam que o axé de fartura seja extendido a vida de cada um que compartilhou deste axé.

Tweetar

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sem autorização por escrito - Ilê Orixá -2011 - Designer Ronie Ogum Onire

Publicado em 12/02/2016

 Lei de Direito Autoral nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. 

Ilê Orixá -2011 - Designer Pai Ronie Ogum Onire