DANÇANDO PARA OS ORIXÁS

 

O dia 12 de dezembro foi para dançar aos orixás, em uma emocionante noite de axé e grande demonstração de força e magia. Esta festa foi o batuque da obrigação, onde foi assenatado os orixás Bará Lodê, Ogum Avagã, Xangô Aganju Ibeji e Oxum Panda Ibeji de Pai Alexandre, únicos orixás que ainda falatavam para completar a sua obrigação.

Dançar para os orixás é uma oportunidade ímpar de nossa religião pois temos contato direto com o sagrado, com nosso objetivo de culto, e isso não existe na maioria das religiões, onde o sagrado é distante das pessoas, estar presente na roda é poder tambem desenvolver a fé, pois esta cresce a cada dia conforme nossas atitudes e nossa conduta ritual.

Em uma casa de força de axé, todos os ritos são importantes, necessários e indispensáveis para o culto, e a dança é um dos ritos mais importantes dentro da tradição, pois é onde o orixá cnta seu mito é onde se manifesta para deixar seu axé, é onde nos fortalecemos e recebemos axé.

Pai Alexandre de Oya Tofã, agradece a todos os filhos e amigos que prstigiaram a festa do dia 12 de dezembro, e em especial a todos que fizeram parte da roda em homenagem aos orixás. Que todos recebam axé de prosperidade, saúde, vitórias, união e força.

Tweetar

Decoração do Peji para Toque em Homenagem a Oya e Iemanjá / Abertura para o Orixá Bará / Momentos de descontração antes do início

Fogos de artifício anunciam a festa / Balança para confirmar a obrigação / Detalhes da culinária para a obrigação / Dançando para os orixás

 

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sem autorização por escrito - Ilê Orixá -2011 - Designer Ronie Ogum Onire

Publicado em 04/02/2016

 Lei de Direito Autoral nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. 

Ilê Orixá -2011 - Designer Pai Ronie Ogum Onire