A EMOÇÃO DA RODA

A cada nova obrigação novas emoções, novas lembranças, assim é estar dançando em uma roda durante um toque em homenagem aos orixás. Somente quem está plenamente em acordo com o sagrado possui condições de sentir esta emoção. É com a dança que se expressa alguns dos sentimentos que cada um possui frente ao sagrado.

E no dia 25 de março, data de comemoração da primeira festa da obrigação dos 10 anos de Oya Tofã e seus filhos, todos dançaram com a certeza de estarem em plena sintonia com o sagrado, com o seu orixá. Foi um toque fechado, onde somente os filhos do axé estavam presentes, onde todos estavam com os mesmos objetivos, mesmos sentimentos, e isso cria uma sintonia única uma barreira de fé, de força, de fortaleza, pois é isso que o Ilê Orixá é, uma fortaleza de fé, construída todos os dias com que acreditam na religião de mariz africana.

Pai Alexandre de Oya agradece a todos os filhos do axé que se dedicaram durante a obrigação para que tudo ocorresse de forma correta, e deseja que o axé de todos os orixás seja sempre para trazer crescimento a cada um.

 

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sem autorização por escrito - Ilê Orixá -2011 - Designer Ronie Ogum Onire

Publicado em 02/05/17 - Lei de Direito Autoral nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. 

Tweetar