Intervalo do tambor

Mesmo em uma obrigação fechada somente para os filhos do axé a rotina da obrigação é a mesma, com doces para serem degustados, com intervalo para axé com os orixás e também para conversar um pouco entre amigos e entre os irmãos, para poder compartilhar de momentos de fé, de alegria e de força. E para isso é que fazemos o intervalo em uma obrigação, para além do alabê poder descansar, todos os demais poderem pegar axé, tomar um copo de água ou ainda comer um doce. Foi assim que ocorreu no último dia 25 de março, na Homenagem ao Orixá Oya e seus filhos.

E são estes momentos que nos fazem perceber o quanto a nossa religião é linda, pois a religião serve dentre outras coisas para unir as pessoas todas em prol de objetivos em comum, de enaltecer o sagrado, de ensinar como construir seres humanos melhores, pois se isso não ocorre não estamos praticando a religião.

Que o axé da obrigação seja estendido a casa de todos que estiveram presentes levando axé de saúde, prosperidade e alegrias e conquisas a cada um, para que possam sempre conquistar o que precisam e desejam.

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sem autorização por escrito - Ilê Orixá -2011 - Designer Ronie Ogum Onire

Publicado em 16/04/17 - Lei de Direito Autoral nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. 

Tweetar