2014: A AMPLIAÇÃO DO ESPAÇO DO ILÊ ORIXÁ

 

Mais um ano se encerrou na comuniade de terreiro Ilê Orixá, e podemos plenamente chamar de família. Pois é sem dúvida isto o que a maioria das pessoas veem no Ilê, pois é um espaço de respeito, trabalho e cooperação mútua. Como toda família não estamos livres de eventuais desencontros, mas nada que não se supere e não harmonize novamente. Por mais um ano o Ilê Orixá encerra com todos os seus projetos tendo sido executados com êxito, o que mostra que a união de todos faz.

Lembrar sempre nos faz viver novamente cada um dos momentos, desta forma, é importante registrar os momentos que foram vividos na comunidade Ilê Orixá, para que cada um consiga refletir sobre tudo que viveu, que experimentou e que presenciou.

Este ano de 2014, traz como marca principal a aquisição de novo espaço, com a compra do terreno ao lado que anexado a área anterior amplia em mais 300m2 o espaço territorial do Ilê, melhorando o atendimento a população e criando novos espaços para plantas ritualísticas.

2014 iniciou com reunião dos filhos para entrega dos certificados das Oficinas realizadas no ano de 2012 (Formação de religiosidade africana) e 2013 (Oficinas de religiosidade africana), além do Orukó de alguns filhos do axé.

No dia 26 de abril Pai Alexandre de Oya e Pai Ronie de Ogum realizaram juntamente com os filhos do axé, batuque em Homenagem ao Orixá Xangô, pela aquisição do terreno ao lado, como forma de agradecimento. Xangô é o Orixá padrinho da casa, juntamente com Oxum.

No dia 01 de maio, o Ilê Orixá comemorou mais uma Páscoa da Solidariedade junto a comunidade Novo Mundo, Vila Rica e Vila Maria, próximas ao Ilê Orixá, reunindo dezenas de crianças que foram em busca de uma comemoração de Páscoa.

A comunidade Ilê Orixá se reuniu no último dia 21/6, primeiro dia de inverno no hemisfério Sul, para distribuirem agasalhos na sede do Ilê Orixá. As roupas que foram arrecadadas passaram por uma triagem na semana anterior, onde foram classificadas e descartadas aquelas que não tinham condições de serem doadas.

O Ilê Orixá reuniu-se com os seus filhos do axé que iriam cumprir preceitos aos Orixás no mês de outubro. O encontro ocorreu no dia 09 de agosto, as 16 horas.

Desde que o Ilê Orixá iniciou suas atividades em 2011, a proposta inicial da casa sempre foi ajudar as pessoas, mas não só através da religiosidade, mas também com trabalho social. As roupas que foram entregues passaram por uma triagem onde as que não estavam em bom estado de conservação foram retiradas. Esta campanha do agasalho, ocorreu na Vila Rica, bairro próximo ao Ilê Orixá.

No último dia 06/9, Oya Tofã comemorou 7 anos de assentamento. foi um momento de intensa emoção e descontração onde os filhos do axé puderam agradecer a Oya, um dos Orixás regentes da Casa e responsável pelo Ori de Pai Alexandre, nesta data não foi Batuque em Homenagem a Oya, mas o clima era de festa. Nesta mesma data ocorreu reunião para organização do Toque em Homenagem ao Orixá Ogum Adioko de Pai Ronie.

Após a Oficina o axé Ilê Orixá se mobilizou , para mais uma oficina sobre religiosidade. Na ocasião foi ensinado aos filhos do axé como se faz o axé de pena e a coroação em cada caso, quando se realiza um corte aos Orixás. A religião se aprende fazendo, e estas oficinas de aprendizagem servem para difundir o conhecimento entre os integrantes do Ilê.

O Orixá Ogum Adioko de Pai Ronie comemorou dia 22/09 mais um aniversário de assentamento, tendo comemorado 9 anos. Ogum Adioko que encontra-se no Ilê Orixá desde o ano de 2011 comemorou seu aniversário juntamente com Oya Tofã no dia 27/09 e aniversário de Fundação do Ilê Orixá.

No último da 27/09, foi realizada quinzena com os filhos do axé para comemorar a fundação da casa e aniversário dos Orixás Oya Tofã e Ogum Adioko. A obrigação foi iniciada as 19 horas e teve sua conclusão as 23:30 tendo se estendido bem além da proposta inicial de concluir as 20:30, devido ao entusiasmo de cada um.

Os filhos do axé reuniram-se no na tarde do dia 4 de outubro para os últimos ajustes necessários para o Toque em Homenagem ao Orixá Ogum Adioko e obrigação de filhos. Foi um momento de determinar o que ainda faltava para que a obrigação ocorresse com êxito, além de organizar a obrigação e o batuque do dia 18/10.

No dia 18 de outubro de 2014, a comunidade Ilê Orixá estava toda decorada para festejar mais um aniversário de Ogum Adioko e seus filhos. Para a festa que mobilizou dezenas de pessoas na organização foram utilizadas muitas cores, plantas, frutas e doces, criando uma harmonia entre muitos espaços diferentes, todos em prol de um mesmo objetivo, cultuar os Orixás.

Todo o batuque que é realizado no Ilê Orixá previamente existem reuniões para definir, como será realizada, quem irá fazer obrigação e ainda para dirimir quaisquer dúvidas pertinentes, eliminando conflitos e aumentado a responsabilidade de todos para com a obrigação, que sempre é de todos, esta reunião para organziação do batuque em Homenagem a Oya Tofã, ocorreu no dia 13/11.

No final da tarde do dia 29 de novembro o Ilê Orixá se reuniu para realizar os últimos ajustes para a obrigação em homenagem ao Orixá Oya Tofã de Pai Alexandre a se realizar no dia 13 de dezembro, com a finalidade de buscar uma unidade entre todos no dia da festa e definir ajustes para sua organização.

No dia 13 de dezembro foi realizado o Toque em homenagem aos 7 anos de assentamento de Oya Tofã. Pai Alexandre de Oya foi iniciado no axé de Xangô Aloxé no ano de 2007, e desde então segue uma caminhada de aprendizagem e de muita dedicação ao culto africanista. Nesta mesma data foi realizado o batizado nos moldes yorubá de Alice, filha de Elizângela de Oya, que nasceu dentro do axé Ilê Orixá.

No último dia 20 de dezembro o Ilê Orixá se reuniu durante todo o dia para a sua limpeza de fim de ano nas suas dependências. Esta limpeza tem por objetivo receber os Orixás Ogum e Oya, regentes do ano de 2015. Nesta ocasião o Ilê Orixá recebeu dezenas de amigos, filhos e clientes que buscaram a energia dos Orixás para se prepararem para o próximo ano.

Os filhos do axé Ilê Orixá reuniram-se no dia 21 de dezembro para primeiramente fazer um levantamento das ações realizadas durante o ano de 2014 e após a aprovação do Calendário Religioso e Social do ano de 2015, que foi aprovado por unanimidade por todos os que estavam presentes.

A tarde de chuva do dia 21/12 não impossibilitou que a festa de natal ocorresse. Não se pode ter mesas decoradas para a ocasião, mas isso de maneira nenhuma diminuiu a emoção de cada criança em estar ali participando, de um local onde muitas crianças consideram como extensão de suas famílias.

Se é para agradecer por tudo que se conquistou até agora, que seja onde tudo começou. Este foi o sentimento sentido por Pai Ronie de Ogum e Pai Alexandre de Oya, que acompanhados de filhos do axé Ilê Orixá, entregaram tabuleiro de agradecimento ao ano de Xapanã e Obá e pediram um bom ano para os Orixás regentes do ano de 2015. Início porque antes da abertura do axé Ilê Orixá foi entregue neste mesmo local um tabuleiro pedindo que conseguissem a concretização de comprar o terreno onde hoje é o Ilê Orixá.

Sempre no encerramento do ano, o Ilê Orixá substitui a água de todas as quartinhas, como forma de renovar a energia desgastada durante o ano. Despacha-se a água que possuem e coloca-se uma água nova, para renovar, para iniciar o ano novo com uma nova energia, uma nova água. Água ainda não utilizada na religião, uma nova força, um novo axé.

Como costuma fazer no início de um novo ano, o Ilê Orixá após a troca da água das quartinhas, recebeu o novo ano com muita pipoca no cruzeiro próximo ao Ilê. A pipoca representa abertura, clareza e prosperidade, e no cruzeiro é utilizada para receber e saudar Bará, o primeiro Orixá a ser reverenciado, por isso para o Ilê Orixá, antes de saudar o Orixá do ano, saudamos Bará.

 

Tweetar

 

[2011] [2012] [2013][2014] [2015]

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sem autorização por escrito - A apropriação indevida é crime.

* Texto escrito por Pai Ronie de Ogum , não autorizada a publicação em outros meios. Publicado em 22/02/2015 Lei de Direito Autoral nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. 

Ilê Orixá -2011 - Designer Pai Ronie Ogum Onire