Filhos do Axé de obrigação

 

O dia 24 de abril foi de muita emoção para alguns filhos do axé que realizaram preceitos aos seus Orixás, estreitando a distância com os Orixás. A cada passo que se dá na religião se aprende mais, se fortelece mais, que esta obrigação tenha sido de aprendizado e fortalecimento a todos.

Vale destacar que não se faz religião sozinho, e que para estes filhos terem realizado sua obrigação muitos outros trabalharam por trás, atendendo nas mais variadas frentes. Religião é ajuda em comum, é cooperação é união.

Os filhos de Pai Ronie:

Ana de Orumilaia, apadrinhada por Júlia de Oya, reforço de Ebi

Alessandra de Iemanjá, apadrinhada por Henrique de Xangô, reforço de Ebii

Alexandre Dutra de Oxalá, apadrinhado por Júlia de Oya, Bori de Aves

Edgar de Xangô, Bori de Aves

A filha de Pai Alexandre:

Cláudia de Iemanjá, Ebi

Os filhos de obrigação foram apresentados a comunidade no dia 26 de abril e a obrigação foi levantada no dia 27 de abril, encerrando mais uma obrigação no Ilê Orixá, que foi iniciada com o corte para o Lodê no dia 17/04.

Pai Ronie de Ogum Adioko e Pai Alexandre de Oya Tofã desejam que esta obrigação seja para trazer paz, harmonia, saúde, prosperidade e cada vez mais força e fé a todos os filhos que cumpriram seus preceitos aos Orixás, e que os filhos que ajudaram sejam igualmente retribuídos com esta mesma força.

 

[Alguns amigos do axé] [Saudação ao Orixá Bará] [Decoração externa] [Parte da família religiosa] [Uma obrigação apenas para agradecer] [Momentos antes de inciar] [Filhos de obrigação] [Quarto de santo] [Roda do batuque]

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sem autorização por escrito - A apropriação indevida é crime.

* Texto escrito por Pai Ronie de Ogum , não autorizada a publicação em outros meios.

Publicado em 19/05/2014 Revisão em 20/05/2014

 Lei de Direito Autoral nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. 

Ilê Orixá -2011 - 2014 Designer Pai Ronie Ogum Onire

1.