Dançando para os orixás

Ao dançar para os orixás todos entram em comunhão com sagrado que habita dentro de cada um, sagrado este que se manifesta através de nossos orixás. Ninguém que sabe que se ocupa, o que faz com que a expectativa seja sempre grande para saber se irá se manifestar um novo orixá ou não.

Além disso já existe sempre a expectativa de ver a chegada de cada orixá que se conhece, pois sua chegada nunca é igual, o que faz com que o encantamento seja sempre grande e repleto de novas experiências de contato com o sagrado. A dança é sempre um momento de muita emoção, que encanta e também nos faz refletir sobre os orixás.

Nas fotos abaixo momentos da roda, onde os filhos do axé dançam no toque em homenagem a Oya, no toque do dia 31 de março de 2018

Pai Ronie de Ogum Adioko
Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 445 artigos
Pai Ronie é Licenciado em Matemática pela Uniasselvi, especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e cultura afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar