Fortaleza Ilê Orixá: fé, dedicação e comprometimento

Fotos: Cláudia Ribas

Aos que estiveram no início  da fundação deste axé sabem como foi iniciado, quem esteve presente, a estrutura inicial, as dificuldades, os sonhos e a fé que existia. O Ilê Orixá foi fundado no dia 30 de setembro de 2011, com uma estrutura física bem longe do que se tem hoje, bem longe do que um dia se pensou em chegar, mas bem próximo sempre do sagrado.

Nenhuma das dificuldades iniciais foram fortes para fazer com que o rumo da casa fosse modificado, pois os objetivos sempre foram muito claros, fazer a religião para os que precisam, para os que acreditam, nesta obrigação de 11 anos de Oya Tofã de Pai Alexandre de Oya, o Ilê Orixá  se fortalece ainda mais, se solidifica com seu axé, com o axé de todos que compõem a família, se fortalece em uma fortaleza de fé, onde suas paredes são apenas a representação do axé.

A fortaleza Ilê Orixá cresce pela fé de todos, pelo carinho de todos, mas principalmente pela união e comprometimento de todos que fazem parte da família Ilê Orixá.

Como em uma fortaleza, o Ilê Orixá é uma redoma de proteção de todos que estão sob seus domínios, pois estar sob o Ilê Orixá é estar sempre guiado pelo vento e sustentado pelo ferro. O Ilê Orixá é uma fortaleza onde todo axé cresce, se desenvolve e dá frutos.

Pai Ronie de Ogum Adioko
Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 488 artigos
Pai Ronie é Licenciado em Matemática pela Uniasselvi, especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e cultura afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar