Ogum Adioko faz 13 anos

No dia 9 de setembro deste ano foi comemorado os 13 anos de Ogum Adioko de Pai Ronie, mais um momento de refletir e pensar toda a caminhada que foi vivida até este momento dentro do culto africanista. Nesses treze anos muita coisa mudou, o axé Ilê Orixá foi fundado, se transformou, cresceu e hoje juntamente com Oya Tofã, se transformou em uma fortaleza de fé, proteção e força. Uma fortaleza sempre pronta para ajudar todos que buscam seu auxílio, que buscam a proteção dos orixás.

Ogum Adioko nestes 13 anos construiu uma família, sustentada pela fé no sagrado, fé que dá suporte todos os anos a dezenas de pessoas que buscam a fé nos orixás. Ogum Adioko foi assentado por Pai Sérgio de Xangô Godô Aloxé, no Ilê Asé Iná Xangô Godô Aloxé, no distrito de Morungava, na cidade de Gravataí.

Quando ocorreu a iniciação não pensava na responsabilidade e na proporção que tudo teria e como seria o caminho, mas sempre acreditei que seria possível, independente dos obstáculos a passar, e foram muitos. Não conhecia exatamente a força de Adioko, mas acreditava nela, não sabia o que viria pela frente, mas confiava, pois fé é simplesmente acreditar, existe para quem acredita nela. Depois de todo este tempo, apenas agradecer a oportunidade de ter sido iniciado para Adioko, agradecer por tantas conquistas e alegrias que foram propiciadas. Agradecer também aos obstáculos vividos, pois neles aprendemos a superar. Agradeço a todos os orixás que de alguma forma também contribuíram para esta história. Mas principalmente agradecer a Aloxé, que foi o condutor entre meu ori e Adioko. Hoje no Ilê Orixá, Adioko  agradeço a todos da família Ilê Orixá pela dedicação, respeito e cooperação. Axé de conquistas, paz, saúde e harmonia na vida de todos!

 

Pai Ronie de Ogum Adioko
Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 495 artigos
Pai Ronie é Licenciado em Matemática pela Uniasselvi, especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e cultura afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar