Combate à intolerância religiosa

Fotos: Facebook David Almansa

O Plenarinho da Cãmara de Vereadores de Cachoeirinha foi palco de uma roda conversa com o tema “combate à intolerância religiosa como instrumento de afirmação do povo negro, tendo como debatedores do ecnontro Mãe Ledi, representando a AFROBRAS, Pai Ronie de Ogum, representando a Fortaleza Ilê Orixá, Mãe Cyntia de Oya, representando a casa Ilê Axé Ogúm Adjolá e Oya Niqué e Mãe Mayara de Ogum, representando o Centro Africana Ogum Onira e Xapanã Jubetei, tendo como mediadores do encontro o vereador David Almansa, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Combatre à Intolerência Religiosa e Jeniffer de Oya, representande do Centro Nossa Senhora da Conceição e Oxum Pandá.

Na ocasião Pai Ronie de Ogum destacou a importância do encontro, de discurtir a temática e também da necessidade de momentos como este, já que mesmo que não idela a intolerância religiosa o racismo existem e devem ser combatidos.

Foi destacado ainda por Pai Ronie que “o negro ao ser escravizado foi privado de todo titpo de identidade, perdendo relações culturais, religiosas, familiares e referências com sua raça, o que o torna isolado em um um mundo que não conhece”, sem dúvida o encontro foi importante e um passo decisivo para enfrentar o racismo e a intolerência do racismo.

A Fortaleza Ilê Orixá agradece o convite feito pelo gabinete do Vereador David Almansa, na pessoa de Jeniffer de Oya, agradece também todos os demais participantes da roda de conversa e em especial ao filhos do axé que prestigiaram o evento, Volnei de Ogum Bolá, Mãe Vanize de Odé, Luana de Xapanã, Joaquim de Xapanã e aos demais amigos que acompanharam, muito axé para todos.

Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 1264 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar