2022: Oya e Ogum nos conduzem

No dia 25 de novembro Pai Alexandre de Oya Tofã e Pai Ronie de Ogum realizaram jogo de búzios para determinar qual o orixá que estará conduzindo o axé no ano de 2022, já que desde o ano de 2017 o orixá é determinado através de jogo de búzios, compreendendo e respeitando a tradição do batuque gaúcho que o faz de maneira diferente, de acordo com o dia da semana.

O orixá regente é aquele que estará mais próximo do axé, que estará com a sua energia mais próxima, o orixá que mais condições terá nos ajudar a conduzir pelos caminhos a trilhar para que a vida seja sempre mais serena e tranquila, pois ser de axé não nos livra de todas as turbulências do mundo, mas nos dá força de realização, para saber seguir e conseguir andar de forma mais adequada e segura.

E para a Fortaleza Ilê Orixá o ano de 2022 será regido por Oya e Ogum, orixás de luta, de força e de conquistas. Lutas para sempre conseguir chegar onde se precisa, lutas para romper as adversidades e obstáculos da vida, lutas pela justiça, pela vida e também pela família.

Oya e Ogum, são orixás de guerra, mas não guerras para destruir alguém, não guerras para conquistar o que não pertence, mas as guerras pela justiça, guerras pela saúde de todos que precisam, guerras pela igualdade de todos. Com Oya aprendemos que nada podemos fazer sozinhos, que para tudo sempre de alguém precisamos e por isso é preciso sempre viver o coletivo acima do individual. E Ogum nos ensina a valorizar cada conquista, cada etapa vivida, pois somente vencemos quando sabemos viver cada instante com toda a importância merecida.

Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 1116 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar