Assentamento do orixá Ibeji de Pai Alexandre de Oya Tofã

"Ajubá Ibeji orô, Xangô d'Ibeji, Oxum d'Ibeji,Oiá n'Ibeji, gbogbô ouô fum uá oxá Ibeji, Ibeji orô!"
“Nossos respeitos a Ibeji, Deuses tão importantes quanto Xangô e Oxum, Ibeji filhos de Oiá,Deuses que trazem a riqueza para todos, Deuses Gêmeos!”

No dia 10 de dezembro de 2015, através das mãos de Mãe Fernanda de Xangô Aganjú, Pai Alexandre de Oya teve o assentamento do orixá Ibeji, na sede do Ilê Orixá, mesma ocasião em que também foi assentado os orixás Bará Lodê e Ogum Avagã por Pai Alessandro do Ogum, ficando desta forma seu orumalé completo. Os Ibeji são no Batuque do Rio Grande do Sul estão ligados ao nascimento de gêmeos, possuem na África seu culto principalmente ligado ao orixá Xangô. O seu culto é relacionado a casos de saúde, de misericórdia e as crianças em geral.

A yalorixá Fernanda de Xangô possui a mesma origem religiosa de Pai Alexandre, ambos tendo sido iniciados no axé de Xangô Godô Aloxe, no Ilê de Xangô, e tendo seus aprontamentos recebidos na mesma data de Pai Alexandre, desta forma o axé recebido por ela de Xangô para o culto a Ibeji é o mesmo que transmite neste momento a Pai Alexandre de Oya.

Pai Ronie de Ogum Adioko
Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 571 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar