Confraternização com filhos do axé

Texto: Pai Ronie de Ogum Adioko

Fotos: Vanessa de Iansã e Antonio de Oya

Uma casa de axé não é feita somente de ritos é constituída de pessoas, de personalidades diferentes, de vidas diferentes e por isso confraternizar é sempre importante, momento de relaxar e viver em comunidade, livre de regras e determinações que muitas vezes nos são impostas.

No último dia 21 de setembro o Ilê Orixá logo após reunião com filhos do axé para organizar a obrigação de Ogum Adioko e filhos, foi realizada confraternização, tornando o espaço Ilê Orixá cada vez mais integrado com todos. Socializar é sempre importante pois une as pessoas, cria um espaço de conversa informal e possibilita que todos se sintam cada vez mais parte da fortaleza.

Que momentos como este sejam eternizados na memória de cada um, trazendo cada vez mais união, alegria e paz na vida de cada um.

Alexandre Silveira dos Reis Pai Alexandre de Oya Tofã
Sobre Alexandre Silveira dos Reis Pai Alexandre de Oya Tofã 19 artigos
Pai Alexandre de Oya Tofã, é Licenciado em Ed. Física pela Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), é Especialista em História e Cultura do Rio Grande do Sul, é professor da Rede Estadual de Educação do RS e babalorixá no Ilê Orixá

Seja o primeiro a comentar