Dois anos sem Pai Sérgio de Xangô

Há exatamente dois anos Sérgio Machado Trindade, o Pai Sérgio de Xangô ou simplesmente Bába Sérgio de Xangô falecia e deixava um legado religioso para os seus descendentes que vivem o axé que foi plantado por ele, e assim fazem com que axé de Xangô esteja sempre vivo.

Bába Sérgio, residia na cidade de Canoas, no bairro Rio Branco, onde atendia a maioria de seus clientes e também os seus filhos de santo, e o seu Ilê ficava na cidade de Gravataí, no distrito de Morungava, carinhosamente chamado por ele de Templo ou simplesmente sítio.

O seu templo religioso era onde realizava as obrigações aos orixás e lindas festas para o orixá Xangõ, que ocorriam sempre no mês de setembro, foi o responsável pela iniciação de Pai Ronie de Ogum e Pai Alexandre de Oya que mais tarde fundaram o Ilê Orixá na cidade de Gravataí.

A foto em destaque refere-se ao dia que foi servido amalá para Xangô, um rito em que realizou em diversas vezes no Ilê, no qual servia o seu amalá no quarto de santo e depois todos os demais dentro do axé eram servidos, rito em que se baseou em visita no Ilê Opo Afonjá na cidade de Salvador.

Foto: Arquivo Ilê Orixá / 16 abr 2011 – Ilê Obá Iná Xangô Godô Aloxé

Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 1048 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta