Oficina de ervas e plantas dos orixás

No Ilê Orixá, parece que este ensinamento yoruba foi muito bem interpretado e seguido, pois a natureza está preservada e presente em todos os momentos, em todos os locais, essencialmente no Sítio Ilê Ifé, um local de preservação natural de plantas silvestres.

É possível sentir a presença dos orixás em toda a extensão do Ilê através de cada flor, de cada folha que nasce, de cada muda que brota.

Antes de iniciar a Oficina de Ervas, Pai Ronie de Ogum destacou que esta oficina, é última realizada neste ano, e que no próximo ano mais Oficinas serão realizadas, com a finalidade de orientar a todos e socializar o conhecimento.

A religião dos Orixás é ecológica, ela cultua e precisa da natureza, pois os Orixás representam sua força. Não se faz religião sem folha, sem natureza e sem água.

Não podemos pensar em Religião Africana sem pensar na natureza, sem entender que para cada Orixá existem plantas específicas, que servem como forma de proteção e ligação com o Orixá. Desta forma o Ilê Orixá realizou Oficina de “Ervas e Plantas dos Orixás”, com a finalidade de fazer com que os filhos do Ilê e amigos possam conhecer as principais ervas e plantas, que são utilizadas no culto da religião afro.

A partir desta Oficina, realizada no dia 17 de novembro, os participantes aprenderam como macerar ervas, como escolher as ervas adequadas para cada Orixá e como cultivá-las. Cada um também aprendeu quais são as principais ervas de cada Orixá e quais não devem estar juntas.

A Oficina foi conduzida por Pai Ronie de Ogum que inicialmente orientou a todos sobre o melhor horário para a colheita das ervas. Destacou que preferencialmente estas devem ser colhidas ao amanhacer, antes dos primeiros raios de sol, e nunca colher uma erva que esteja no sol, pois esta está cansada e não apresenta todos os princípios que buscam.

Os oficineiros ficaram atentos a cada detalhe que era explicado, e além fazerem suas anotaçoes questionaram sobre o como as plantas eram identificadas na natureza e qual seu habitat adequado.

Após a explanação sobre as ervas, cada um dos presentes aprendeu como macerar ervas para o preparo de um banho, e inclusive quais preferencialmente devem ser misturadas para este banho.

Pai Ronie destacou o que ervas mais adequadas para um mieró para os Orixás Oxum, Iemanjá e Oxalá e também para os demais Orixás. Após o preparo alguns destacaram o perfume que emanava das ervas maceradas.

Ao término da Oficina, os participantes levaram folhas e mudas das ervas explicadas durante a oficina, além de banhos distribuídos entre os participantes.

Nome popular: Pitangueira
Nome científico: Eugenia pitanga
Nome africano: Ítà
Orixás (Orishas ) Oya
No Cadomblé da Bahia esta planta é utilizada nos rituais de iniciação para os filhos de Oxalá e Ossanha. Na medicina popular é utilizada em infusões no combate a diarréias e febres infantis.

 

Nome popular: Boldo
Nome científico: Coleus barbatus benth
Nome africano: Ewé Bàbá
Orixás (Orishas ) Oxalá (Osalà).
Seu nome popular tapete de Oxalá (Osalà). É utilizado nos banhos de purificação do iniciado. É utilizado como medicamento contra os males do fígado e estômago.
Nome popular: Goiabeira
Nome científico: Psidium guajava
Nome africano:  
Orixás (Orishas ) Oxalá (Osalà) e Ogum (Ògún).
As folhas podem ser oferecidas ao animal (quadrípedes) antes do sacrifício. O fruto é rico em vitamina C e indicado nos casos de tuberculose pulmonar. As folhas em infusão combate a diarréia.
Nome popular: Aroeira
Nome científico: Schinos Therebenthifaylicus
Nome africano: Ajobí
Orixás (Orishas ) Ogum (Ògún), Ossaim e Exu (Èsù).
No cadomblé, as folhas são utilizadas nos sacrifícios de animais quadrúpedes. Na medicina popular são anti-reumáticos e a casca cozida indicada contra feridas e inflamações.
Nome popular: Guamchumba
Nome científico:
Nome africano:  
Orixás (Orishas) Xapanã
Esta planta é facilmente encontrada em matas do Brasil. É utilizada em rituais afro para fazer limpeza espiritual;, substituindo a vassoura de Xapanã.
Nome popular: Folha da fortuna
Nome científico: Bryophyllum
Nome africano: Abàmodá
Orixás (Orishas) Ifá, Oxalá (Osalà) e Xangô (Sàngó )
Uma característica desta planta é o surgimento de muitos brotos das folhas, fato associado a prosperidade. É frequentemente usada nos rituais de iniciação, banhos e sacralização de objetos rituais aos Orixás (Orishas), “lavagem de búzios e para assentar Exu de mercado”. No campo medicinal funciona como diurético e sedativo. Negralgias, dores de dente e afecções das vias respiratórias.
Nome popular: Dólar
Nome científico:
Nome africano:  
Orixás (Orishas)
Planta rasteira, encontrada facilmente em locais sombreados. É relacionada a fartura e prosperidade Muito utilizada em rituais de iniciação..
Nome popular: Ondas do mar
Nome científico:
Nome africano:  
Orixás (Orishas) Iemanja
Planta rasteira encotrada com muita facilidade, seu uso está relacionado com o fortalecimento de cabeça, para diminuir crises de depressão ou stress. Em áreas ensolaradas fica com a cor escura e mais clara em locais sombreadas.

 

Pai Ronie de Ogum Adioko
Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 574 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar