Pai Alexandre realiza assentamento de orixás para filhos

Foi na última quinta-feira, dia 1 de abril que Pai Alexandre de Oya Tofã realizou o assentamento de orixás para seus filhos, como continuidade da obrigação, esta obrigação marca o apronte dos últimos orixás de algus filhos da Fortaleza e os primeiros orixás de outros filhos, pois axé é sempre contínuo dentro da casa.

A obrigação foi realizada com todos os cuidados necessários para a saúde e bem estar de todos os filhos do axé que participaram da obrigação, para que os ritos sejam cumpridos, em acordo com as normas exigidas pelos órgãos competentes.

Foram assentados os orixás dos filhos abaixo, que assim levam adiante o axé da Fortaleza:

Adriano de Xangô, que assentou seus primeiros orixás, Bará, Ogum, Iansã, Xangô, Ossanha, Xapanã e Oxalá.

Cleber de Ossanha, que assentou os orixás Obá, Ibeji, Iemanjá, Oxalá e Orumilaia, concluindo os assentamentos de seus orixás.

Érica de Oya, que assentou seus primeiros orixás, Bará, Ogum, Oya, Xangô, Xapanã, Oxum e Oxalá

Luana de Xapanã, que assentou os seus primeiros orixás, Bará, Ogum, Oya, Obá, Ossanha, Xapanã e Oxalá.

Jorge de Ogum, que assentou os orixás Ibeji e Orumilaia, concluindo os assentamentos de seus orixás.

Mariza de Oxum, que assentou os orixás Odé, Otim, Obá, Ossanha, Ibeji, Iemanjá e Orumilaia, concluindo os assentamentos de seus orixás.

Vanize de Odé, que assentou os orixás Xangô, Ibeji, Oxum, Oxalá e Orumilaia, concluindo os assentamentos de seus orixás.

Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 944 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar