A Fortaleza é para todos, mas nem todos são para a Fortaleza

O axé da Fortaleza Ilê Orixá não escolhe cor, raça, orientação ou nível de instrução, recebe todos, e todos são sempre bem vindos. Mas exige respeito entre todos, de todas as raças e níveis sociais, mesmo com vivências diferentes ou divergentes.

A Fortaleza Ilê Orixá não escolhe quem tem direito de receber um axé ou quem não tem direito de receber um axé, mas pede que todos tenham sempre os mesmos direitos, pois todos somos iguais.

A Fortaleza Ilê Orixá não escolhe se é velho ou criança, todos são sempre iguais perante o orixá, mas o velho sempre merece mais respeito. O velho carrega a sabedoria do tempo.

A Fortaleza Ilê Orixá considera que todos somos iguais e orienta que todos pensem dessa forma, pois orixá não faz distinção de ninguém.

A Fortaleza Ilê Orixá existe para mostrar que a religião deve ser sempre para fazer o bem, para sempre ajudar a crescer, evoluir, prosperar, a ter saúde e objetivos na vida.

A Fortaleza Ilê Orixá entende que para tudo existe sempre um tempo, um momento certo, e não adianta querer acelerar, pois somente o Tempo sabe o instante que cada coisa deve acontecer, como já disse um orixá, dentro da Fortaleza “… cada coisa no seu tempo, cada tempo na sua coisa …”

A Fortaleza Ilê Orixá não cobra de ninguém mensalidades, não cobra valores que não se pode pagar para fazer uma obrigação, não cobra nem caro, não cobra barato, mas o justo, e cobra sempre trabalho e dedicação de todos.

A Fortaleza Ilê Orixá não esconde nada que faz, não faz nada escondido de ninguém, todos podem sempre aprender, mas para aprender é preciso ser do axé, pois o axé é sempre fechado. Para fazer ou ver axé é preciso ser do axé.

A Fortaleza Ilê Orixá não é melhor nem pior que nenhum outro axé, mas não admite que ninguém opine na Fortaleza, já que não se dá opinião em nenhum outro axé, e para falar é sempre preciso fazer melhor, porque fazer igual ou copiar não adianta.

A Fortaleza Ilê Orixá é para todos que buscam axé de crescimento coletivo e não individual, axé de verdade, pois para fazer axé é preciso sempre lembrar que cultuamos uma religião de divindades coletivas.

A Fortaleza é para todos que sabem que hierarquia existe, mas nunca dá direito de ninguém humilhar ou maltratar alguém.

A Fortaleza Ilê Orixá é para todos que acreditam que casa de madeira, casa pobre ou casa rica, todas possuem ou não axé de acordo com a sua postura ritual, e cobra de todos uma postura correta.

A Fortaleza Ilê Orixá é para todos que sabem sentar para aprender, para ouvir, respeitar, que sabem seguir normas, orientações e determinações do axé.

A Fortaleza é para os que acreditam no axé, em Adioko, em Tofã e em todos os demais orixás, e sabe que a vida é construída de momentos bons e ruins e é preciso saber apreciar e viver cada um deles.

Para ser parte da Fortaleza Ilê Orixá é preciso respeitar sempre a vontade do orixá acima da sua vontade, é preciso saber que para ser grande é preciso começar pequeno.

Para ser parte da Fortaleza Ilê Orixá é preciso sempre buscar a harmonia coletiva, a paz e a união, pois não existe axé sem isso.

Para ser da Fortaleza Ilê Orixá é necessário saber sempre agradecer pelo que temos, saber esperar o nosso momento, saber vibrar pelas conquistas dos irmãos, pois somos todos de uma mesma família.

Para ser da Fortaleza Ilê Orixá é necessário estar sempre presente, e quando não for possível fisicamente deve estar de coração.

O axé da Fortaleza não é para quem não pensa como a Fortaleza, não é para mesquinhos ou pessoas que buscam a religião apenas para seu crescimento ou a sua autopromoção.

O axé da Fortaleza não é de quem está mais tempo no axé, de quem possui mais tempo disponível, mas de quem está verdadeiramente de coração.

A Fortaleza é para todos que sabem que não existe orixá melhor, todos são sempre iguais, mas é preciso saber sempre seguir as orientações do axé, que são sempre de cima para baixo e orientadas de acordo com a vontade expressa no axé do jogo de búzios.

O axé da Fortaleza Ilê Orixá é para todos que compreendem a velha frase, que é sempre nova, sempre atual, que diz que “orelha nunca passa a cabeça” e que nunca se cresce sem respeito.

A Fortaleza Ilê Orixá é para todos que buscam a igualdade e nunca privilégios de qualquer tipo.

A Fortaleza é para todos, mas nem todos são para a Fortaleza, pois é preciso saber ficar de cabeça baixa e ouvidos atentos para poder aprender. O axé é para todos, mas somente é para o axé quem pensa assim.

Axé para quem é do axé, axé para os que merecem receber o axé, axé da Fortaleza para todos.

Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 784 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar