Baobá: a árvore da vida

O Baobá é uma árvore de origem africana, conhecida como árvore da vida, pois considerada uma árvore que remota o tempo imemoriável, já que pode chegar há até seis mil anos de idade, atingir mais de 40 metros de altura e até mesmo 40 metros de circunferência dependendo da espécie, já que existem diversas espécies de Baobás.

A Baobá também é uma árvore ligada a toda cultura ancestral africana, testemunha de todos os que passaram e também de todas as lutas e desafios do povo negro pela sua sobrevivência. Os Baobás desta forma são símbolo da identidade negra, que possui na ancestralidade a força para seguir em frente, na época da escravidão os mercadores de escravos para tentarem minimizar o negro faziam dentre muitas outras formas de agrassão darem voltas em torno de Baobás, para que deixassem ali suas memórias, suas histórias, para deixarem suas vidas.

Segundo Azevedo, as raízes do Baobá representavam os ancestrais da comunidade, os quais, como as raízes da árvore, também estavam firmes na terra e em suas origens continuavam participando da vida do grupo, auxiliando-os em importantes decisões e um dia reencarnariam para retornarem ao seu clã. O tronco eram as crianças em crescimento, indo em direção ao ápice de suas vidas. Galhos e folhas significavam o amadurecimento, e as folhas, ao caírem, retornando ao solo para alimentar as raízes, davam continuidade ao ciclo.

Na África existem exemplares de Baobás mais antigos utilizados até mesmo como moradia, já que muitos troncos se abrem, podem conter dezenas de pessoas confortavelmente distribuídas dentro. São árvores consideradas sagradas e representam a ligação do mundo físico com o mundo ancestral.

As fotos presentes nesta página foram realizadas por Pai Alexandre e Pai Ronie no Baobá que está plantada na Praça da República, na cidade de Recife, no último dia 30 de janeiro, na ocasião foi recolhida uma flor da Baobá deste exemplar, que estava caído, que assim foi trazido ao Ilê Orixá que após ser jogado será definido o destino da flor.

REFEÊNCIA

COSTA, Vanderleia Barbosa da . A significação do Baobá na cultura africana e suas transmutações ideológicas pós contato europeu. Acesso em 06 fev 2020. Disponível por http://paradigmas.com.br/index.php/revista/edicoes-31-a-40/edicao-39/492-significacao-do-baoba-na-cultura-africana

Pai Ronie de Ogum Adioko
Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 710 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar