Busca de ocutás em Mariante

O dia 23 de fevereiro foi dia de axé fora do espaço interno do Ilê Orixá, foi o dia dedicado a ir a cidade de Mariante, RS, para procurar ocutás para a obrigação que será realizada no mês de outubro, com os filhos do axé.

Foi um dia não somente de busca, mas de aprendizado, pois é momento dos filhos que irão ter seus orixás assentados aprenderem o formato de cada um, de tirar dúvidas os que já conhecem, e de muito trabalho de garimpagem, pois buscar ocutá não é somente sair coletando qualquer um, é um trabalho de muita fé, de carinho e de dedicação, pois é preciso tudo isso para ter êxito.

Na ocasião, os filhos realizaram almoço no local, na beira do Rio Taquari, e alguns ainda arriscaram um banho, em um dia que estava bastante quente.

Estiveram presentes os filhos do axé Cleber de Ossanha, Divina de Oxum, Cátia de Iansã, Andrei de Orumilaia, Mãe Adriana de Iansã, Anderson de Xangô, Alisson de Oxalá, Adriano de Xangô, Janaína de Oya, além de Pai Ronie de Ogum e Pai Alexandre de Oya.

Pai Ronie de Ogum Adioko
Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 543 artigos
Pai Ronie é Licenciado em Matemática pela Uniasselvi, Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e cultura afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar