Fortaleza Ilê Orixá faz entrega dos orikis

Reunidos no dia   05  de setembro  de 2020, nono ano de fundação do axé Ilê Orixá, ano de comemoração dos 15 anos de Ogum Adioko e de comemoração dos 13 anos de Oya Tofã, reuniram-se os filhos do axé e alguns amigos para entrega dos orikis das crianças KAUANY VITÓRIA MONTEIRO DE AMORIM, registro folhas 1 e 1A,  RODRIGO MARIANO DE MATOS, registro folhas 4 e 4A e VITOR JOAQUIM DA SILVA SCOPPEL, registro folhas 5 e 5A. Todas as crianças já foram previamente batizadas, conforme registros no Livro de Batismos e tiveram seu oriki construído também de acordo com o rito definido no axé.

NOME DAS CRIANÇAS
KAUANY VITÓRIA MONTEIRO DE AMORIM
RODRIGO MARIANO DE MATOS    
VITOR JOAQUIM DA SILVA SCOPPEL

Oriki de Rodrigo

Que a felicidade alegre com amor e doçura seu ori.

Que o autodomínio equilibre a evolução da espiritualidade, com sucesso e caminhos abertos.

Que a paz, a saúde, de qualquer um progrida na gratidão e na tolerância do tempo.

Quando a virtude crescer no discernimento, clareie a temperança da paixão.

Foco, força e fé prosperem na humildade e na bondade com carinho, na harmonia, com dinheiro e tranquilidade.

Oriki de Kauany

O ancestral trás equilíbrio responsável pela espiritualidade, pela evolução, sabedoria, harmonia, clareza. Todos os trabalhos lhe trarão paz, sucesso, dinheiro, paciência, felicidade e alegria.

O amor, a união, o juízo, as virtudes lhe farão bondosa, com tranquilidade, solidariedade, saúde e prosperidade.

Oriki de Joaquim

Que a felicidade alegre com amor e doçura seu ori.

Que o autodomínio equilibre a evolução da espiritualidade, com sucesso e caminhos abertos.

Que a paz, a saúde, de qualquer um progrida na gratidão e na tolerância do tempo.

Quando a virtude crescer no discernimento, clareie a temperança da paixão.

Foco, força e fé prosperem na humildade e na bondade com carinho, na harmonia, com dinheiro e tranquilidade.

Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 836 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar