Fortaleza Ilê Orixá se reúne no último sábado

O dia 5 de setembro foi a data da Fortaleza Ilê Orixá se reunir para dirimir algumas orientações sobre o seguimento do axé, a obrigação de Ogum Adioko e também o toque de Oya Tofã, que não ocorreu na data que deveria ter ocorrido em abril devido a pandemia.

E o sábado foi um dia intenso, com reuniões, almoço para os filhos do axé, entrega de certificados e ao final confraternização com os todos, ampliando assim ainda mais a integração entre a família do axé.

As reuniões são momentos únicos de troca de aprendizagens, de renovação de ideias e também de troca de experiências, essas reuniões são diferenciais que possibilitam que o axé cresça e se expanda sempre, através de um crescimento contínuo e coerente com todas.

Pai Alexandre de Oya Tofã e Pai Ronie de Ogum Adioko agradecem todos os filhos e netos do axé que estiveram participando da reunião, de forma presencial ou distância pelo link que foi disponibilizado, aos filhos do axé em situação de risco.

Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 839 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar