Ilê Orixá entrega tabuleiro no sítio Ilê Ifé

Na tarde do dia 30 de dezembro, Pai Ronie de Ogum e Pai Alexandre de Oya, acompanhados dos filhos do axé Sheila de Bará, Marcelo de Ogum e Rosângela de Xapanã, entregaram tabuleiro nas águas doces do Lago Oxum Dioni, como forma de agradecimento pelo ano de Oxalá.

O tabuleiro foi todo forrado com folhas de boldo (tapete de Oxalá) em sua volta. A Oxum, Orixá da fertilidade, da beleza e da harmonia foi lhe entregue 16 quindins, Iemanja recebeu conchas do mar, pedaços de melância e Oxalá pedaços de coco e merengues. Um axé de muita doçura para todos da família Ilê Orixá e amigos que compartilham do axé.

Este tabuleiro inicialmente foi colocado no quarto de santo do Ilê Orixá, onde os filhos do axé colocaram, moedas, e pedidos de agradecimento e axés para o próximo ano. É um ritual de encerramento de um ciclo, encerramento do ano de Oxalá, e recebimento do ano de Xangô. Oxalá nos preparou em seu ano com sabedoria para enfrentas as adversidades impostas pelas mudanças do ano da Balança e do Raio, que será conduzido por Xangô e Oya.

Entregar um tabuleiro é pedir para Oxum, Iemanja e Oxalá, que nos abençoem, que noz tragam paz, tranquilidade e calmaria. O tabuleiro é um axé de misericórdia e agradecimento, é um pedido que se faz aos Orixás de mel, para nos acompanharem e nos ajudarem nas nossas adversidades diárias, são Orixás de muita sabedoria.

O tabuleiro foi conduzido até o lago sob cânticos dos Orixás Oxum, Iemanjá e Oxalá e ao som de sinetas, dentro da mata virgem que rodeia o lago. Foi um momento de intensa reflexão e encontro com o sagrado, e de muito agradecimento.

Pai Ronie de Ogum Adioko
Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 545 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar