Momentos da roda

Dançar para orixás, experimentar o sagrado, descontrair, rever amigos e sobretudo estar em harmonia, todos estes sentimentos fazem parte de quem está na roda durante uma festa de batuque, e não existe o sentimento melhor entre eles, pois cada um experimenta a sua fé de uma forma. O orixá toca o coração de cada um de uma maneira.

E cada um à sua maneira, e todos por um mesmo objetivo, cultuar a religião africana, e na roda é onde todos tem oportunidade de refletir e pensar, é um momento de dançar, um momento de intensa alegria, mas também de fé, pois nada fazemos sem fé.

O toque em homenagem ao orixá Oxum Dioni de Mãe Fabiana foi conduzido pela equipe do alabê Dedé de Xangô Aganjú, que emociou a todos que prestigiaram a obrigação.

Pai Alexandre de Oya e Pai a Ronie de Ogum agradecem a todos os filhos do axé e amigos que prestigiaram a obrigação em homenagem aos 13 anos de Oxum Dioni e deseja muitas alegrias a todos.

ttt

Pai Ronie de Ogum Adioko
Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 671 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar