O encanto da roda de batuque

Fotos: Tiago Cechinel /Ijexá Produtora Afro

A roda de batuque encanta, deixa as emoções serem sentidas, deixa o corpo alegre e faz esquecer o cansaço da obrigação, principalmente quando se está em um ambiente de paz e harmonia coletiva, quando se está dentro da família religiosa, dentro axé.

Foi assim que ocorreu a roda durante o toque em homenagem aos 13 anos de Oya Tofã e aos 9 anos de fundação do Ilê Orixá, em um momento de plena satisfação e realização de todos do axé, mostrando a cada dia mais a força do ferro com os ventos, que juntos orientam e conduzem a Fortaleza, mostrando que a religião dos orixás é linda, acolhedora e encantadora para todos os iniciados que desejam a religião como forma de ajudar, como forma de fazer o bem.

Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 835 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar