Tarde de macerar mostarda

Fotos: Alisson de Oxalá/ Pai Alexandre de Oya e Pai Ronie de Ogum

O dia 28 de setembro, foi dia de macerar a mostarda para o amalá. A mostarda será utilizada na obrigação do mês de outubro, mas é necessário que a sua limpeza e maceração seja realizada anteriormente.

Após ser macerada a mostarda é congelada, para no dia do preparo do amalá ser adicionada ao molho com a carne, e desta forma forma concluir o molho de um dos pratos preferidos de Xangô, que para ser servido é colocado sobre um pirão de farinha de mandioca.

O Ilê Orixá é uma casa oriunda de uma bacia de Xangô, o que nos faz servir sempre amalá nos seus toques anuais, não o servir é cometer ato de desrespeito ao orixá Xangô, bandeira da casa.

Pai Ronie de Ogum Adioko e Pai Alexandre de Oya Tofã agradecem aos filhos do axé que auxiliaram na maceração da mostarda, contribuindo desta maneira para a obrigação.

Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 1236 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar