Família Ilê Orixá faz confraternização

Uma família religiosa não pode ser metida apenas pelo número de pessoas que fazem parte dela, também não pode ser medida pelo número de casas ligadas ao axé, pois família é bem mais que isso, é um conjunto de pessoas que estão ligadas e sentem-se unidas por uma força que as une pela fé, por objetivos em comum, que muitas vezes buscam nas diferenças o elo que as une.

A família da Fortaleza Ilê Orixá é um pouco de tudo isso, representa a realidade de um sonho em construir uma família religiosa onde o objetivo é ser sempre de unir pessoas, de ajudar e principalmente de construir um local onde o culto aos orixás seja destacado, com respeito a todos na sua individualidade.

Assim, momentos de confraternização são a cada dia mais presentes no axé, mostrando que somos todos iguais, não importando nossas individualidades, pois o bem coletivo é sempre maior quando se buscar a melhora para todos

Desta forma o último dia 13 de março mais uma vez mostrou a força do axé, que após reunião com filhos reuniu uma parte deles em uma linda confraternização.

Que o axé de todos os orixás esteja sempre ao lado de cada um,auxiliando, ajudando e protegendo de cada um dos que dessa Fortaleza fazem parte, e estendendo para suas casas carinho, amizade, respeito, fé e união, é o que deseja Pai Alexandre de Oya e Pai Ronie de Ogum

Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 838 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar