Ilê Orixá se reúne em oficina sobre rezas dos orixás

Fotos: Alisson de Oxalá

Ocorreu no dia 22 de março na sede do Ilê Orixá oficina sobre rezas dos orixás. A oficina foi conduzida por Pai Alexandre de Oya e teve por objetivo fazer com que os filhos do axé entendam a importância e sequência de cada reza dentro do batuque.

Nesse encontro foram estudados inicialmente os axés de Bará, Ogum e Oya com Alissa de Oya no tambor. Foi destacado por Pai Ronie que crianças na casa não podem participar da roda durante o axé de limpeza, assim como não se deve também ficar na porta, assim como também as crianças não dançam na roda no axé de Avagã.

Claro que são necessários muitos encontros como este para que exista um aprendizado significativo, mas momentos como este despertam o interesse em aprender e fazem que este interesse seja revertido em aprendizado, faz com que todos se desenvolvam melhor dentro do axé. Religião se aprende todos os dias e no Ilê Orixá estes momentos nos fazem discutir novos caminhos e oportunidades de aprender.

Pai Alexandre e Pai Ronie agradecem a todos os filhos que participaram da oficina e deseja que esta oficina seja de novos aprendizados para todos.

Pai Ronie de Ogum Adioko
Sobre Pai Ronie de Ogum Adioko 671 artigos
Licenciado em Matemática (Uniasselvi), Graduando em Química (UNIP), especialista em Mídias para educação (UFRGS), especialista em história e Cultura Afro (Uniasselvi). É babalorixá no Ilê Orixá, escritor, professor e estudioso da religião de matriz africana.

Seja o primeiro a comentar